Girl Power – O poder e a força das mulheres empreendedoras

0
164

Aquele ditado que diz que a mulher é o sexo frágil nunca esteve tão desatualizado quanto agora. Há muito tempo as mulheres trocaram o estilo ‘Amélia’, deixaram a rotina de donas de casa e foram à luta batalhar por seus direitos e se apossar de lugares que antes pertenciam apenas aos homens.

 

Elas são profissionais liberais, comerciantes, empresárias e estão por toda parte. Claro que muita coisa ainda precisa mudar, mas no que diz respeito ao empreendedorismo, elas são maioria absoluta.

Dados revelados pelo Sebrae a partir da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) mostram que 52% dos novos empreendedores – aqueles com menos de três anos e meio de atividade – são mulheres. A força empreendedora feminina tem mais de cinco milhões de empresárias e donas de negócios e tudo indica que isto é só o começo!

Em Uberlândia a representatividade delas está em diversas áreas, fomentando a economia e contribuindo com o crescimento da cidade.

    Andréa Villela e sua mãe, Edna Lúcia (Foto: Kaká Fotografias)

 

“No meu caso o empreendedorismo vem de família, pois atualmente estou à frente da empresa que minha mãe fundou há 22 anos. No início o negócio era pequeno e focado apenas em um segmento: buffet para festas. Com o passar dos anos, fomos aprimorando nossos serviços e hoje oferecemos aos clientes uma vasta gama no que diz respeito à festas sociais e corporativas. Também oferecemos o aluguel de mobiliário, louças, utensílios e acessórios para eventos em geral. Desde um jantar em casa para amigos e familiares até casamentos e formaturas. Acho que a mulher, como empresária, é mais detalhista e tem mais instinto”.

Andréa Vilela – Sócia Proprietária da Evento e Eventos.

Carmem Stoppa – Sócia-proprietária Jorge Bischoff

 

“Há aproximadamente quatro anos e meio administro as três empresas que tenho com o meu esposo. São lojas no segmento de moda em três cidades diferentes, o que torna o meu desafio ainda mais intenso. Analisar relatórios, escolher e comprar produtos, gerenciar as equipes, viagens, reuniões, demandar funções e sempre correr atrás dos melhores resultados são tarefas que fazem parte do meu dia a dia. Faço questão de acompanhar de perto os resultados, manter o controle e a progressão das empresas para evitar surpresas . Acredito que na  gestão feminina existem alguns diferenciais que se destacam, como a visão detalhista, a capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo e, é claro, o lado intuitivo, ou seja: estamos sempre atentas!”

Carmem Stoppa – Sócia-proprietária de três lojas da grife Jorge Bischoff.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here